Academia Juvenil Acreana de Letras (AJAL) divulga os finalista do concurso Juvenal Antunes de poesia

Nesta quarta-feira (12) de maio a Comissão Organizadora do Concurso Juvenal Antunes de Poesia ( parte integrante do Festival Literário de Jovens Escritores) divulgou os nomes dos 9 autores finalistas e das 14 Menções Honrosas contempladas pelo concurso.

O projeto foi financiado pela Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM), através do incentivo da Lei Aldir Blanc e tem o apoio da Academia Juvenil Acreana de Letras (AJAL). Ao todo, a iniciativa recebeu 223 inscrições e contou com a participação de 15 municípios do Estado do Acre. O concurso contou com duas categorias, Infanto-juvenil e Adulta, no intuito de contemplar escritores iniciantes e de carreira.

Os resultados foram anunciados em uma transmissão ao vivo no Instagram da instituição e contou a participação de vários jovens escritores membros da instituição, que fazem parte da organização. Com cerca de 80 pessoas assistindo simultaneamente e mais de 260 no total, e os organizadores destacaram a importância de iniciativas de fomento à produção literária em todo o estado do Acre. Na manhã do dia (13) a academia publicou o resultado por escrito em suas redes sociais.

A jovem escritora proponente do projeto, Rayssa Castelo Branco, comentou sobre os resultados do concurso e seu entusiasmo com o resultado.

Os autores finalistas receberão premiações em dinheiro, troféus e certificados, assim como os contemplados com Menções Honrosas. Além disso, também integrarão a coletânea do concurso que será publicada em formato e-book quando o projeto for finalizado. A colocação dos finalistas ainda é um mistério e será revelada apenas na cerimônia de premiação que ocorrerá na semana do Festival Literário de Jovens Escritores que até o momento permanece sem data definida.

“Como organizadora deste projeto, é uma imensa honra vislumbrar frutos tão significativos como os que obtivemos. Alcançar 15 municípios do estado do Acre, entre jovens e adultos, representa como a população do interior merece ser lembrada e despertada para mais iniciativas culturais e artísticas. É fundamental ensejar o crescimento de ações que motivem a produção da literatura na população acreana. Nós temos uma infinidade de escritores em nossas terras a serem descobertos, e estes precisam ser valorizados. Destaco, ainda, que recebemos um número considerável de poemas versando sobre a cultura, história e vivência no Acre, na Amazônia, o que demonstra a força que o imaginário da floresta que nos cerca exerce sob nossas vidas, impulsionando a arte, a poesia e a palavra que nos move. ” Destaca.

Para mais informações sobre a Academia de Letras Juvenil (AJAL) acesse a pagina do Instagram:

Abaixo os nomes dos finalistas do concurso Juvenal Antunes de acordo com a categoria:

Gostou? Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp