Cineasta traz temáticas ambientais para suas produções aprovadas em edital audiovisual

O cineasta e produtor cultural Silvio Margarido teve dois projetos aprovados no edital audiovisual. O primeiro projeto trata-se da produção do curta metragem “Correria”, o segundo é a série ficcional “ Amazon Catorze”. Para ele a lei de incentivo à cultura Aldir Blanc não foi somente necessária para a produção artística, mas também para a sobrevivência dos artistas. “Em um ano em que a pandemia tirou o trabalho e o emprego de muitas artistas a lei veio como um tipo de auxilio emergencial.” frisa Silvio.

Correria é um curta metragem de aproximadamente dez minutos que remete a história das “correrias” que eram expedições armadas financiadas pela indústria seringalista para desocupar terras indígenas. Homens armados eram enviados para essas terras e faziam verdadeiros massacres para expulsar indígenas de seu próprio território. Essa prática era utilizada para aumentar os seringais e a produção de borracha.

Diferentemente do contexto histórico da produção do curta metragem, Amazon Catorze é uma série de ficção cientifica pós-apocalítica que trata da busca de dois amigos que sobreviveram ao fim do mundo por uma ilha.  Adão e Edgar possuem idades distintas um é mais velho do que o outro. Ambos se encontram na “Ilha do Lixão “até que eles ouvem falar sobre uma suposta ilha chamada “Amazon Catorze” onde ainda há vida e biodiversidade.

O projeto de desenvolvimento da série tem consistido em escrever os roteiros que a princípio serão apenas dois de quarenta minutos para o projeto piloto, entretanto, a produção contará com a elaboração de cinco roteiros de quarenta minutos. A equipe também pretende construir o que se chama de “bíblia de série” que são todas as informações necessárias para a construção dos próximos episódios como as sinopses, descrição do ambiente, dos cenários, locações e a definição dos personagens. Além disso, há o processo de criação do arco gramático que se trata de como o episódio começa e termina, e como eles se interligam de forma geral.

  O mês de janeiro foi usado pela equipe para calcular orçamentos e para realizar a compra de equipamentos. A segunda fase foi marcada pela pré-produção que visou buscar por atores para quatro papeis, além de construir toda a parte de direção de arte, figurino e maquiagem. Silvio e sua equipe tem quatro meses para desenvolver e produzir os dois projetos. As gravações se iniciam em março e o lançamento está previsto para o final do mês de abril.

Observação: A matéria foi realizada antes do decreto governamental n° 7849 , referente ao agravamento da pandemia da Covid-19.

Gostou? Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp