CRIAÇÃO DE REVISTA DIGITAL PATRIMONIAL É OFICIALIZADA

Foi realizada na semana passada uma reunião para oficializar a criação da revista digital “Patrimônio Cultural em Revista” da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM). O encontro ocorreu na sede da FEM com a presença do presidente Manoel Pedro (Correinha), da equipe do setor patrimonial e da equipe de Tecnologia da Informação.

Durante a reunião, Correinha frisou a importância desse periódico para a FEM e Estado. De acordo com o presidente, a disponibilização dessa revista para o público de forma gratuita e online garante à população uma importante fonte de pesquisa.

“Esse projeto é excelente e necessário. O patrimônio é um setor vital para a Fundação. Quando falamos em cultura, falamos também da nossa história, da nossa grandeza. É preciso contar a história do nosso Acre”, disse.

Dentre as pautas programadas, estão a importância dos espaços de memória e o modo como a pandemia afetou suas atividades e um editorial sobre a criação da revista. A periodicidade da publicação será bimestral, com material escrito e diagramação da própria Fundação. Ela será disponibilizada de forma virtual no portal da FEM.

A chefe do núcleo de patrimônio imaterial, Irineida Nobre, a revista será sempre estadual, focando pautas das cinco regionais acreanas. “Precisamos sempre ter a preocupação de que se trata de uma revista estadual o tempo todo e em todos os artigos, sem focar apenas na capital”, frisa Irineida.  O periódico terá um viés para o patrimônio histórico material e imaterial.

Foto: Assessoria de Comunicação FEM