CURSO DE CONFECÇÃO DE BONECAS ABAYOMI ACONTECE NO ACRE

As Abayomi são um importante símbolo das culturas afrobrasileiras. Para acalentar seus filhos durante as intermináveis viagens a bordo dos navios negreiros, as mães africanas rasgavam retalhos de suas roupas e a partir deles criavam pequenas bonecas, feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção e como entretenimentp para os pequenos. Trata-se de um saber cultural tradicional africano, que vem sendo repassado oralmente entre as gerações.

A artesã Ariady Andrade conta que vem se dedicando ao estudo e propagação das bonecas a alguns anos, desenvolvendo uma série de ações, como oficinas de confecção e exposição de bonecas mais elaboradas. “Em todos os espaços onde passei com as Abayomis, a receptividade e o encantamento foram uma constante. Por isso, venho buscando novos contornos, contextos e principalmente atendendo a novos públicos”, comenta.

Dando continuidade a esse trabalho, com recursos da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, através do Edital de Formação, disponibilizado pela Fundação Elias Mansour, nos dias 29 e 30, a partir das 14h, no Centro de Umbanda Santa Bárbara, será realizado o projeto Orixás: Artesanato e Dança.

Será uma troca de experiências entre a artesã Ariady, que trará a interface entre as Abayomis e os orixás, através do artesanato e o Pai de Santo Léo d’Oya, que compartilhará com os participantes seus conhecimentos acerca da história e da dança dos orixás.

As bonecas Abayomi eram feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção e como entretenimento para as crianças. Foto: Cedida.

A atividade é aberta, mas os interessados devem entrar em contato com a produção através do whatstapp (68) 9.9239-2432, pois as vagas são limitadas como forma de evitar aglomeração e algumas já foram preenchidas. Serão seguidos todos os protocolos sanitários para evitar o contágio da Covid-19: o uso de máscaras será obrigatório assim como o distanciamento social, além de ser disponibilizado álcool 70º para higienização constante das mãos. Ainda, a atividade acontecerá no barracão do Centro de Umbanda, um espaço aberto e arejado, localizado no Conjunto Universitário.

Além deste projeto, Ariady já tem outras atividades agendadas, entre elas uma exposição de bonecas Abayomis em homenagem às mulheres negras, com recursos do Edital de Cultura Afrobrasileira da FEM.

“As expectativas para 2021 são grandes. Ainda nos encontramos no período pandêmico e por isso estou trabalhando com todos os protocolos exigidos. Acredito que a retomada das atividades culturais é importante, pois elas contribuem bastante com o equilíbrio e com o bem estar emocional das pessoas”, finaliza Ariady.

Gostou? Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp