FUNDAÇÃO ELIAS MANSOUR E MUNICÍPIOS SE REÚNEM PARA DEBATER CADASTRAMENTO CULTURAL

Membros da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM) e secretários de cultura dos municípios do Acre se reuniram virtualmente ontem, 20, para discutir a divulgação e viabilização da lei emergencial Aldir Blanc no interior do Estado. O encontro teve como pauta a regulamentação da lei a importância do cadastramento cultural de trabalhadores da cultura e espaços artisticosculturais. Uma das pautas discutidas foi a reafirmação de que o Estado e os municípios precisam definir em conjunto as ações emergenciais relacionadas à editais, chamadas públicas, prêmios e aquisição de bens. Além disso, foi frisada a necessidade do alcance da divulgação dos formulários de cadastro, principalmente para os moradores da zona rural. De acordo com o secretário da cultura de Cruzeiro do Sul, Aldemir Maciel, a principal preocupação dos municípios é de que o cadastro chegue diretamente em todos trabalhadores da cultura. “Estamos fazendo uma campanha muito grande juntando a Secretaria de Cultura com a assessoria de comunicação da Prefeitura”, conta Maciel. “Estamos fazendo caravanas para chegar até as vilas, à zona rural e às aldeias indígenas, além de também estarmos na Secretaria de Cultura todos os dias auxiliando os artistas que nos procuram para tirar as dúvidas”. O próximo passo, após as escutas dos segmentos culturais, para Aldemir, é o trabalho de organização dos planos de ação. O município terá que preparar o lançamento de editais para auxiliar os trabalhadores da cultura e os espaços culturais com os recebimento dos recursos. “É importante estar atento à regulamentação da Lei Aldir Blanc no município. Cruzeiro do Sul já criou, por decreto, seu Comitê Gestor”, informa. O cadastramento de pessoas físicas e de espaços culturais formais e informais estará disponível até o dia 24 deste mês no site da FEM. Após essa fase, cada município será responsável pelo repasse dos recursos aos espaços culturais, bem como pela publicação de editais e prêmios. Já o Estado irá realizar o repasse da renda mensal e também publicará editais, prêmios e chamadas públicas.

3 comentários em “FUNDAÇÃO ELIAS MANSOUR E MUNICÍPIOS SE REÚNEM PARA DEBATER CADASTRAMENTO CULTURAL”

  1. Minkaroni Mourão de Holanda

    Será muito bom pra bos que trabalha com a cultura, e por causa dessa pandemia deixamos de trabalhar com que gostamos nos fazedores de Cultura

Comentários encerrados.