Notícias

Projeto visa o fortalecimento do patrimônio histórico e cultural de Manoel Urbano

O município de Manoel Urbano recebeu, nos dias 1 e 2 de dezembro, o projeto de Articulação Institucional para o Fortalecimento, Reconhecimento e Valorização do Patrimônio Histórico e Cultural da Divisão de Patrimônio Histórico e Cultural (DPHC) da Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM).

A cidade foi a 14ª e última a ser visitada pela equipe multidisciplinar da FEM no ano de 2021, que encerrou as atividades com a participação da população. O encontro ocorreu no Centro de Eventos da igreja Assembleia de Deus e contou com a presença de gestores municipais das pastas de educação e cultura.

Manoel Urbano foi a 14ª cidade a receber equipe da Divisão do Patrimônio Histórico e Cultural da FEM. Foto: Hannah Lydia

A programação do projeto, que totalizou 12h de capacitação, incluiu a realização de três oficinas e uma visita de campo. Na primeira oficina, a servidora Elane Cristine explicou sobre o projeto que está vinculado ao Plano Plurianual (PPA) do Governo do Acre, e sobre as legislações de preservação e proteção do patrimônio histórico e cultural.

Os gestores municipais incluíram 41 bens culturais de natureza material como praças, sítios arqueológicos, igrejas e clubes sociais e, também, patrimônios imateriais como parteiras, rezadeiras, procissões, festivais e ofícios de canoeiro, bordadeiras, tarrafeiro, entre outros.

Capacitação durou pelo menos 12 horas e incluiu membros da sociedade manoel-urbense. Foto: Hannah Lydia

Na segunda oficina, a servidora Aurinete Malveira explanou sobre a importância da aplicação da educação patrimonial para o fortalecimento da cultura local. Já na terceira oficina, a servidora Hannah Lydia realizou a oficina de jornalismo cultural com os participantes, falando sobre a importância das mídias sociais e da divulgação das atividades artístico-culturais. No final foi organizado o roteiro do corredor cultural, que os gestores escolheram para a pesquisa de campo.

Uma avaliação sobre a ação foi realizada com os presentes e o principal encaminhamento é a criação de uma diretoria de cultura no município, já que, atualmente, a área está ligada à Secretaria Municipal de Educação. Segundo os participantes, com um gestor responsável diretamente pela cultura fica mais fácil realizar o planejamento operacional das metas do PPA do município, que inclui a revisão do Sistema Municipal de Cultura, construção de colegiados e fóruns setoriais, e a realização efetiva do calendário artístico-cultural.

Os presentes puderam visitar bens culturais da cidade. Foto: Hannah Lydia

No dia 02 de dezembro, realizou-se a vistoria técnica com a presença das servidoras da FEM e dos gestores municipais que visitaram 10 bens culturais. São eles: Praça Nossa Senhora da Penha; Igreja São Sebastião; maquinário do primeiro motor de energia da cidade; antiga pista de pouso; escola Dom Próspero Bernardi; prédio da antiga prefeitura; primeiro mercado municipal; antigo prédio da COBAL; casa-barco do Zé e antigo prédio da Cageacre, que ainda possui em funcionamento a peladeira de arroz e o maquinário de grãos.

Cada bem cultural recebeu sugestão de melhoramento da equipe da FEM para potencializar a preservação e conservação do bem. Entre os exemplares apresentados, o antigo prédio da COBAL, que atualmente possui em seu depósito os inservíveis da prefeitura, foi identificado como um espaço extremamente adequado para se tornar o primeiro centro cultural de Manoel Urbano. Como indicação, foi proposto aos gestores municipais e trabalhadores da cultura que os mesmos façam essa solicitação ao prefeito da cidade e dessa forma terem um local para difusão da cultura do município.  

Compartilhe nas redes sociais!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp